Graduation glasses

Inexplicavelmente, no fim do ano me formo na faculdade (ou pretendo). Os cinco anos mais fodidos rápidos da minha vida e, não bastasse a ansiedade por entrar no mercado de trabalho, eu resolvi sentir saudades da faculdade.

uma universidade na qual eu mal estudei ou evitava estudar

De repente, o salgadinho não é mais gorduroso e o banheiro não é fedido. De repente, os professores não são assim tão filhos da puta, estão só nos preparando para os percalços da vida real. Como num passe de mágica, aquela gorda do fundo que não assiste às aulas e só fala comigo pra me pedir matéria, tadinha, não tem concentração porque trabalha o dia inteiro. Aquela linda. ❤ Já to pensando na saudade que eu vou sentir dos meus amigos, da minha rotina, das pessoas que eu detesto. Convenhamos, é muito chato encontrar novas pessoas detestáveis e novas rotinas cansativas e novas cantinas que vendem cafés ralos e salgadinhos caros.
Estudar pro exame de ordem, passar no maldito, encontrar um emprego, fazer uma vida. Que medo de tudo isso! E é por isso que eu to vendo a vida acadêmica com olhos tão benevolentes. Não é saudade, é medo. Medo de ter que arriscar tanta coisa nova, medo de me perder no mundo, medo de um futuro que eu não sei aonde vai dar.
Mas a gente nunca sabe aonde o futuro vai dar. Aos oito anos, eu queria ser biológa marinha e estudar o boto-cor-de-rosa porque ele era cor-de-rosa.

so long and thanks for all the fish (eu sei que não foi um boto que disse isso)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s