Valeu, aê.

Saí de fininho no meio da noite pra fumar um cigarro no terraço e me dei conta que de a última vez em que eu fiz isso você estava lá comigo. E a gente ria e conversava, era tudo tão perfeito que se alguém me contasse que era de mentira eu jogava a pessoa lá de cima. Você me apareceu quando eu mais precisava de alguém assim, exatamente como você me fez acreditar que era, e agora eu já não sei mais no que acreditar. O seu cheiro no meu travesseiro não sai, não importa quantas vezes eu lave aquele maldito e a única pergunta que eu tenho – porquê? – você se recusa a responder. Porque você colou todos os meus pedacinhos, porque eu comecei a acreditar que dessa vez não tinha drama, porque a gente dividia o cigarro, os amigos e a cama, sempre feita e te esperando. Eu não consigo ainda acreditar que tudo tenha sido uma mentira. A mentira mais bem contada, mais enorme e mais horrenda que já me contaram. Eu virei aquela garota que chora no ônibus, que se concentra o dia inteiro pra não cair no choro na frente de desconhecidos, eu virei de novo aquela menina que a mãe bota na cama e reza baixinho pro mal passar. Bem quando eu tive fé de novo na humanidade, eu tomei o maior tombo da minha vida e voltei a pensar que não tem saída, que o mundo é louco demais e eu quero descer porque não dou conta. Não dou. E eu te odeio muito por isso, eu não consigo te olhar sem pensar PORQUÊ, CARALHO? Porquê? Você fodeu o infodível. E eu te amo porque eu não consigo acreditar que você tenha realmente mentido o tempo inteiro, eu te amo porque você me consertou e me fez querer ser melhor, aprender a cozinhar e saber de todas as músicas sensacionais que tocavam no seu carro. Eu te amo porque ainda não consigo acreditar. Ainda acho que vou acordar amanhã e tudo vai passar, como num sonho ruim. Fico esperando um kick, bem Inception. E essa noite eu vou me deitar e rezar baixinho pro mal passar. Pedir a Deus, a todos os deuses, aos semi-deuses, aos mortais porque eu preciso de qualquer ajuda. Eu não consigo mais colar isso. Tá quebrado demais, de um jeito que eu nunca vi. Você me fodeu inteira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s